Página inicial  Mapa do site Contactos 
  Agenda   Revista de imprensa   Números-chave   FAQs
Pesquisa
 عربية    Español    Français    English    Deutsch    Русский    Português   Italiano  
sábado, 28 de Março de 2020

 
Portos Minimizar

As costas da região do Sul do Reino, de Agadir para Lagouira, estendem-se por 1700 Km de comprimento, ou seja um pouco mais da metade de toda a fachada marítima do Reino. Em 1976, a região do Sara era praticamente desprovida de qualquer instalação portuária significativa. Actualmente, as instalações portuárias existentes desempenham uma importância capital, já que participam consideravelmente no desenvolvimento económico da região.

Photo1_Ports.jpg

As actividades ligadas ao trânsito por estes portos são criadoras de dezenas de milhares de empregos directos e indirectos que exigem uma mão-de-obra qualificada.

Photo2_Ports.jpg

Tendo em conta a importância do papel que desempenham os portos na economia nacional, foram realizados vários investimentos, programados para o período 1975-2007 para o desenvolvimento da região do Sara.

Photo3_Ports.jpg

A esse respeito, a estratégia prosseguida articula-se em redor de três eixos principais:
  • O reforço do papel dos portos da região do Sara no desenvolvimento económico e social da região;
  • A contribuição para o desenclavamento da região do Sara;
  • A consolidação da política de desconcentração do tráfego portuário.
Photo4_Ports.jpg

Esta estratégia reflete-se na realização de vários projectos nos portos da região do Sara, nomeadamente:
  • A criação de zonas de actividades portuárias como a zona portuária de Dakhla com uma superfície de 270Ha que pôe à disposição dos investidores potenciais plataformas para a implantação de unidades industriais;
  • A construção de novas infra-estruturas portuárias como o novo porto de Dakhla.
  • O reforço de infra-estruturas que favorecem o desenvolvimento da actividade de pesca através da realização de estaleiros de reparação naval, o equipamento de zonas portuárias para a implantação de indústrias de transformação dos produtos da pesca... etc..
  • Os portos da região do Sara participam igualmente no desenclavamento desta região. Favorecem também a criação de infra-estruturas de transporte terrestre.
Photo5_Ports.jpg

Photo6_Ports.jpg


Principais realizações no sector portuário


Carte1.jpg

Porto de Tan-Tan
O porto de Tan-Tan foi construído em 1977. A primeira etapa foi realizada entre 1977 e 1980 com um custo global de 300 milhões de dirhams para fazer face às necessidades da pesca costeira, a pesca do alto mar e a pequena cabotagem.

Com o objetivo de melhorar as condições de acesso e aumentar a capacidade de acolhimento do porto, foram realizados trabalhos de extensão das instalações com um montante total de 198 milhões de dirhams:
  • uma barreira de 700 m para parar o avanço das areias;
  • uma barreira de350 m para parar o avanço das areias;
  • cais de -6,5 m e - de 4,0 m hidráulicos (472 ml) e seus equipamentos;
  • uma retenção e doca de pórtico;
  • as terraplenagens;
  • os trabalhos dragagem;
  • uma cerca de 670 ml
Porto de Laayoune
Em 1980, um novo porto foi construído em Laayoune. Este novo porto foi posto em funcionamento em 1986 para assegurar o abastecimento das regiões do Sara por um lado, e por outro lado para valorizar os recursos haliêuticos e mineiros da região. Sua Majestade o Rei Mohammed VI procedeu em 22 de Março de 2006, à inauguração da extensão do porto de Laâyoune. A extensão do porto, cuja dotação financeira é de 280 milhões de dirhams, e esta composta por:

Vertente infra-estruturas:
  • obras de protecção costeira (1500 ml);
  • um cais de comércio (6,5 m / um comprimento de 276 ml e 3,3 ha terraplenagens);
  • um cais de pesca (4 m / comprimento de 225 ml e 4,2 ha terraplenagens);
  • doca de pórtico
  • plataforma Ro-Ro
Vertente equipamentos:
  • uma grua de 25 toneladas;
  • um rebocador de 3.000 CV;
  • dois carregadores de 4 m3;
  • esteiras transportadoras de 450 T/h.
Abaixo apresentamos o plano de construção :

Plan1.bmp

Novo Porto de Dakhla
A cidade de Dakhla, capital da Província Oued Eddahab, viu em Julho de 2001 a inauguração e a posta em funcionamento de um dos mais grandes portos de pesca do Reino. Este porto é destinado essencialmente ao tráfego ligado à pesca. Cobre 90% da frota nacional. Esta zona é considerada como uma das mais poluídas do Reino. O novo porto de Dakhla é um porto ilhota ligado à terra por uma obra de 1500 ml da qual duas pontes de 200 e 600 ml e um dique de 700 ml, e protegido por um dique de 540 ml.

Este novo porto oferece aos utentes:
  • um cais de 300 ml com um tirante de água de 8m;
  • 3 cais de um comprimento total de 600 ml, subdividido em 3 partes de 300ml, 150ml e 150ml, com um tirante de água de 6m que constitui a doca de pesca;
  • uma plataforma (terraplenagem) de 12 ha apoiada contra cais de atracamento da qual 7ha são destinados ao armazenamento e tratamento dos contêineres e 3ha é reservada à eparaçao naval.
Na parte terrestre, o porto oferece uma zona industrial de 270ha da qual cerca de 60ha são equipados para cobrir diversas actividades incluindo as indústrias de transformação, os depósitos de armazenamento, a zona administrativa... etc.

O montante global do investimento para a realização desta infra-estrutura atinge 475 milhões de dirhams, 60 milhões de dirhams do qual para a zona industrial.

Os objectivos atribuídos à este projecto são:
  • oferecer uma infra-estrutura moderna e adequada para o acolhimento das unidades de pesca do alto mar próxima das zonas de captura;
  • reduzir os custos de exploração dos barcos de pesca tendo em conta a proximidade deste porto das zonas de pesca;
  • oferecer um espaço equipado e adequado para a valorização da renda da pesca;
  • constituir um apoio logístico para a regularização e a salvaguarda das riquezas haliêuticas;
  • oferecer uma logística de desembarque, transbordo e transporte destes produtos.
A nível social, este investimento de grande envergadura, contribui para a criação de novos empregos directos e indirectos.

Abaixo, o plano de construção do porto de Dakhla.

Plan2.bmp

Substituição da metade da plataforma nordeste, do Wharf do antigo porto de Dakhla e realização de uma plataforma ro-ro no novo porto
No âmbito da modernização das infra-estruturas de atracação do antigo porto de Dakhla e com o objectivo de melhorar a segurança da circulação a nível do wharf do antigo porto, um projecto de substituição da metade da plataforma do norte foi realizado.
  • os trabalhos de demolição da metade da plataforma existente do norte;
  • a reconstrução da metade da plataforma com vigas de betão armado;
  • a instalação dos equipamentos da metade portuária;
  • o revestimento da calçada.
Além disso, uma plataforma Ro-Ro foi realizada a fim de permitir a escala dos navios transportadores no novo porto de Dakhla. O custo global deste projecto ascendeu a 40 milhões de dirhams.

A dragagem
Todos os portos da região do Sara são sujeitos ao intenso processo de avanço de areias do deserto.
Com o objectivo de assegurar as melhores condições de segurança para o acesso dos navios, procede-se cada ano à retirada de cerca de um milhão de m3 de areia e lodo a partir de fundos, planos de água e canais de acesso destes portos.
O montante anual destinado à dragagem dos portos do sul ascende a mais de 20 milhões de dirhams.


Evolução da actividade dos portos da região do Sara


Tráfego comercial
O tráfego comercial nos portos da região do Sara, conhece um crescimento contínuo à imagem do desenvolvimento do tecido económico destas províncias.

Com efeito, o tráfego global nos portos de Tan-Tan, Laayoune e Dakhla, passou de 1,6 milhões de toneladas em 1990 para 5 milhões de toneladas em 2006, ou seja uma evolução média de 7% anualmente.

O tráfego nos portos da região do Sara é constituído essencialmente dos hidrocarbonetos, a exportação de fosfatos, areia, produtos da pesca e derivados (peixe congelado, óleo e farinha de peixe).

Os gráficos seguintes mostram a evolução do tráfego nos portos da região do Sara durante os cinco últimos anos.

Evolução do tráfego do porto de Laayoune

diagramme1.jpg


Evolução do tráfego do porto de Dakhla

diagramme2.jpg


Tráfego de pesca
Os portos da região do Sara (Sidi-Ifni, Tan-Tan, Laayoune, Dakhla, Boujdour, Tarfaya) asseguram o trânsito de 66% da produção nacional da pesca costeira (uma quantidade dos desembarques de aproximadamente 470.000 toneladas).

O porto de Laayoune ocupa a primeira posição com o desembarque de mais de 305.000T de capturas de pesca costeira.

Abaixo apresentamos o percentagem dos desembarques dos produtos da pesca por porto:

diagramme3.jpg
O desenvolvimento sustentado dos portos da região do Sara provocou o crescimento rápido das quantidades desembarcadas e o desenvolvimento das actividades conexas: reparação naval, instalação de fábricas de transformação e de valorização (fábricas de conservas, fábricas de gelo, fábricas de farinhas e óleos de peixe).



    
© CORCAS 2020 - Todos os direitos reservados